São Paulo aprova lei que prevê ações para inclusão de autistas no mercado de trabalho



De autoria do vereador Delegado Palumbo (MDB), lei sancionada pelo prefeito Ricardo Nunes assegura políticas públicas para garantir, proteger e ampliar os direitos de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA)


Carla Melo, especial para o Estado 12 de julho de 2022 | 17h57


O prefeito do município de São Paulo, Ricardo Nunes, sancionou na última sexta-feira, 8, a Lei 17.833, que assegura políticas públicas para garantir, proteger e ampliar os direitos de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e seus familiares na cidade. De autoria do vereador Delegado Palumbo (MDB), o projeto de lei de nº 626/21 foi decretado pela Câmara Municipal no dia 7 de junho de 2022. A proposta visa intensificar os debates com a sociedade, estimulando ações, projetos e políticas voltadas à pessoa com o transtorno. Além disso, entre os objetivos da instituição da lei, está o de estimular parcerias público privadas para formação de equipes multidisciplinares e com multiprofissionais da área da saúde para um tratamento mais completo e a realização de exames periódicos em todos os bebês e crianças que apresentarem sinais indicativos do transtorno.


55 visualizações