Polícia investiga denúncia de corrupção na subprefeitura da Lapa



Após prisão em flagrante de uma fiscal recebendo parte de propina de R$ 15 mil de um vendedor de cachorro quente, em operação policial mobilizada pelo vereador paulistano Delegado Palumbo, suspeita dos investigadores é que outros servidores estariam envolvidos; Prefeitura de São Paulo informa que funcionária foi afastada da função de gerente de atendimento


Pepita Ortega e Fausto Macedo

30 de maio de 2022 | 16h05


A Polícia de São Paulo está investigando um suposto esquema de corrupção na subprefeitura da Lapa. Na quinta-feira passada, 26, uma fiscal foi presa em flagrante sob suspeita de receber R$ 1 mil em notas de R$ 200 de um vendedor de cachorro quente. A operação policial foi executada por policiais do Garra Dope, Departamento de Operações Policiais Estratégicas da Polícia Civil, após denúncia feita pelo vereador paulistano Delegado Palumbo (MDB).


A investigação está a cargo da Divisão de Investigações Sobre Crimes Contra a Administração, Combate à Corrupção e Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania.


A Prefeitura de São Paulo informou que a funcionária foi exonerada, na quinta-feira, 26, da função de gerente de atendimento da Subprefeitura da Lapa. Segundo a Secretaria Municipal das Subprefeituras, a fiscal faz parte do quadro efetivo de servidores da Prefeitura e vai responder a processo administrativo. A gestão municipal registrou ainda que o caso é apurado em sindicância interna e que a Controladoria Geral do Município acompanha as investigações.


Fonte: Estadão